31 de jul de 2016

Harry Potter acabou?



É um domingo Potter mas é também uma espécie de fim: J.K. Rowling, a criadora da personagem que há quase 20 anos reuniu gerações de fãs, anunciou na estreia oficial da peça que marca o oitavo capítulo da história de Harry Potter que esta foi a última obra centrada no feiticeiro. “Harry agora acabou”, disse a escritora em Londres na noite de sábado. Agora, é tempo da “geração seguinte”.

Questionada se a produção teatral e o roteiro, anunciados como a oitava parte da série Harry Potter, prenuncia uma nova fase de histórias, Rowling disse:

"Não. Não. Ele passa por uma grande viagem durante estas duas peças e, sim, acho que terminamos. Esta é a próxima geração, você sabe. Então, estou muito feliz de vê-lo realizado, mas não, Harry acabou."

A escritora britânica disse que não foi uma decisão difícil colocar sua criação no palco, graças à visão da produtora Sonia Friedman para o espetáculo.


29 de jul de 2016

A História de Harry Potter and the Cursed Child (SPOILERS)!!!


 Olá Potterheads, hoje trago a vocês spoilers sobre a peça de Harry Potter and the Cursed Child, por isso alerto a vocês que não tem interesse em saber qualquer tipo de spoiler seja por motivo que vai assistir a peça ou qualquer outro sobre, se não quiser ler spoilers a partir de agora  peço gentilmente que saia deste post. E para aqueles que querem ficar de olho, atualizados, ou não poderão assistir a peça, divulgo aqui tudo sobre Harry Potter and the Cursed Child!

Sei que a autora J.K Rowling nos pediu em seu Twitter para que não divulgássemos os spoilers da peça:


Mas como muitos estão curiosos e muitos também não terão a oportunidade de ver a peça ao vivo, então não posso seguir com este pedido, peço desculpas a tia Jô, mas sendo da Sonserina como sou e já que sei que muitos não poderão ver a peça, os spoilers estarão aqui no blog. E alertando novamente aqueles que não tem interesse em ler spoilers peço gentilmente que feche o post.

Parte 1

    
 Na abertura do espetáculo vemos a estação em King’s Cross recheada de maletas e um chapéu voador.

Em King’s Cross, as famílias Potter1 e Granger-Weasley levam seus filhos, Alvo Potter e Rosa Granger-Weasley, para embarcarem pela primeira vez no Expresso de Hogwarts. Rosa mal pode esperar para embarcar, enquanto Alvo parece tímido e preocupado. Draco Malfoy e seu filho, Escórpio Malfoy, também estão na estação. Rosa, Alvo e Escórpio vão começar seu primeiro ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

O trem chega, e Rosa relembra a Alvo que seus pais se conheceram ali, o que a faz querer estudar com cuidado as pessoas com quem vão se sentar. Ela se irrita quando vê que Alvo quer se sentar na mesma cabine de Escórpio Malfoy, pois ouvira um boato que dizia que o menino era um primogênito de Voldemort, não filho de Draco.

Em Hogwarts, os alunos fazem uma fila para serem selecionados pelo Chapéu Seletor, com a curadoria da agora diretora Minerva McGonagall. Rosa é colocada na Grifinória, Escórpio é colocado na Sonserina, e Alvo Potter… SONSERINA! Rosa despreza a escolha do Chapéu, e não fica nem um pouco feliz quando vê a casa na qual seu primo foi colocado.

 Rosa Granger-Weasley é selecionada pelo Chapéu Seletor.

A magia não vem naturalmente a Alvo, e toda a escola ri do fato de um descendente dos Potter ter sido escolhido para a Sonserina. No segundo ano, Alvo e Rosa já se distanciam, e praticamente nem falam um com o outro. Ela é escolhida para a equipe de quadribol da Grifinória como artilheira, e Alvo mal consegue segurar uma vassoura. Alvo mantém uma amizade forte e significativa com Escórpio, apesar de seu pai tê-lo aconselhado a fazer novas amizades. Escórpio parece se interessar por Rosa, mas ela faz chacota da situação e apenas provoca o garoto.

Draco pede para Harry aproveitar sua posição como Chefe do Departamento de Execução das Leis Mágicas no Ministério da Magia para tentar acabar com o boato de que sua esposa Astoria Greengrass teria usado um vira-tempo para conceber Escórpio com Voldemort. Ele sugere que Harry libere uma declaração oficial do Departamento dizendo que todos os vira-tempos foram destruídos. Segundo ele, Escórpio sofre na escola com bullying por causa desse rumor.

Um ano depois no Ministério, Hermione, que é a atual Ministra da Magia, revela a Harry que um de seus colegas de classe na época de Hogwarts – Teodoro Nott2, da casa Sonserina – fora preso, e em sua posse encontrado um vira-tempo ilegal. Ela pede que Harry tente investigar o objeto. No entanto, apesar de Harry ainda ser um grande e poderoso bruxo, seu trabalho com a investigação do vira-tempo é atrasada pela urgência de outros eventos: aparentemente algumas criaturas rastreadas pelo Departamento de Execução das Leis Mágicas (gigantes, lobisomens e trasgos) começaram a migrar e desaparecer.
Certa noite, Amos Diggory, pai de Cedrico Diggory, visita os Potter com sua sobrinha, Delphi. Amos desconfia da existência de um vira-tempo e demanda que Harry use-o para voltar para 1994, no Torneio Tribruxo de Hogwarts, e salve seu filho morto há mais de vinte anos. Harry nega a existência do vira-tempo. Alvo Potter escuta a conversa de outro cômodo, com Delphi, uma menina de cabelos coloridos e mais velha que o garoto. Antes de ir embora, ela convida Alvo para visitá-la no asilo em que cuida do tio.
Na véspera do início do quarto ano de Alvo, Harry dá alguns presentes para seus filhos. James ganha a capa de invisibilidade do pai, Lílian ganha asas de fada, e Alvo ganha a manta na qual Harry foi entregue à porta dos Dursleys com um ano de idade. Segundo Harry, Duda, seu primo, foi quem lhe deu essa manta depois que sua tia Petúnia morreu. Alvo não gosta do presente e fica bravo. Harry tenta explicar a história da manta, mas acaba levando a discussão a uma briga. “Olha só, sou órfão, fui criado pelos meus tios malvados, mas então veio Hogwarts e me salvou!” Alvo imita, vestindo a manta, “Então, pai, aquele lugar não me salvou! Eu odeio aquele lugar”. “Pelo menos você tem um pai!” Harry retruca, “Preferia que eu estivesse morto?”. Alvo responde: “Não, às vezes eu só queria que você não fosse o meu pai”. Harry explode e acidentalmente diz que às vezes queria que Alvo não fosse seu filho também. Alvo joga a manta na cama e derruba um frasco de poção do amor que seu tio Rony havia lhe dado, e o líquido se esparrama pela manta. Harry vai atrás do filho, mas sem sucesso de reconciliação.

No dia seguinte, no Expresso de Hogwarts, Alvo revela que entreouvira a conversa do pai e decide, com Escórpio, roubar o vira-tempo para voltar no tempo e salvar Cedrico, já que seu pai não faria isso3. Os meninos sobem no teto do trem para fugir durante a viagem, e enquanto estão buscando coragem para pular, a mulher do carrinho de doces sobe no teto para empedí-los. Ela fala que está há 190 anos certificando-se de que todo mundo chegue a Hogsmeade. Seus dedos crescem e agarram os dois. Alvo repele a bruxa e ele e Escórpio fogem.

Os dois vão para o asilo onde Amos está para dizer que vão tentar salvar Cedrico. A sobrinha de Amos, Delphi, oferece sua ajuda para criarem um plano. Eles decidem tentar roubar o vira-tempo no Ministério da Magia e fazer com que Cedrico perca a primeira tarefa do Torneio Tribruxo, para que ele não seja um dos primeiros a entrar no labirinto da terceira tarefa posteriormente.
Com o plano em prática, Alvo se disfarça de Rony, Escórpio de Harry e Delphi de Hermione com a ajuda da poção polissuco. Quando estão perto do escritório da Ministra da Magia, os três escutam Harry e Hermione chegando. Escórpio e Delphi se escondem no escritório enquanto Alvo tenta despistar os dois.

Alvo aproveita que está falando com seu pai e estava disfarçado de Rony para perguntar se talvez ele quisera mesmo dizer o que falou (sobre desejar que Alvo não fosse seu filho). Harry diz que não, e estranha a pergunta do amigo. Os dois finalmente deixam Alvo e ele entra no escritório. Lá dentro, ele, Escórpio e Delphi descobrem que para pegar o vira-tempo precisam responder aos enigmas de uma estante que come a pessoa que não responde as perguntas a tempo.

Eles conseguem roubar o objeto, e, com um beijo de boa sorte, Delphi se despede de Alvo e Escórpio. Eles viajam para a Hogwarts de 1994 e se disfarçam de estudantes de Durmstrang. Os dois desarmam Cedrico e roubam sua varinha, mas são repentinamente transportados de volta para o presente.
Enquanto isso, Harry, Gina, Draco e McGonagall procuram pelos dois na Floresta Proibida. Bane, o centauro, diz a Harry que vira Alvo nos movimentos das estrelas, e que há uma nuvem negra perigosa em seu entorno. Draco e Harry finalmente encontram os meninos, e notam que Alvo está com o braço quebrado, causado pela súbita volta ao presente.

Harry se senta na cama de seu filho na Ala Hospitalar, e Dumbledore aparece num dos quadros do lugar. Ele diz que Harry está cego por seu amor por Alvo e que ele deveria perceber que seu filho está magoado. Diz ainda que Harry deveria ver Alvo como ele realmente é, e aceitá-lo daquela forma. Harry pergunta a Alvo se Escórpio havia persuadido-o a fugir, pois interpretara a mensagem de Bane na floresta como uma predição, e achara que a “nuvem negra” era Escórpio Malfoy. Ele explica os motivos para achar que o perigo da magia negra se aproxima, e pede que o filho não fale mais com seu melhor amigo. Os dois discutem e Harry dá o Mapa do Maroto para Minerva e pede que ela vigie o filho e não o deixe ficar junto de Escórpio.

Depois de acordar, Alvo percebe que algumas coisas mudaram: ele, nesse presente, está na Grifinória; Rony e Hermione nunca ficaram juntos, o que acabou fazendo com que Rosa e Hugo não existissem mais. Rony se casou com Padma Patil e teve uma filha chamada Punja. Hermione é professora de Defesa Contra as Artes das Trevas, super severa e malvada. Nessa realidade, Hermione teria visto os alunos de Durmstrang (Alvo e Escórpio) azarando Cedrico, e pensado que Krum fizera aquilo, o que acabou fazendo com que ela não fosse com ele no Baile de Inverno (ou seja, sem causar ciúmes em Rony). E o pior de tudo: eles não evitaram a morte de Cedrico.

Alvo e Escórpio então decidem, na biblioteca de Hogwarts, voltar de novo no tempo para consertar tudo. Eles brigam durante a conversa, mas em algum momento Escórpio diz “Você sabe que as pessoas acham que Voldemort é meu pai? As pessoas ficam me olhando estranho por causa disso! Elas olham pra você porque você é filho do Harry Potter! Para de ser egoísta!”. Escórpio revela a Alvo que sua mãe morrera havia um ano, depois de passar um longo período doente, e que tinha esperança de que a volta no tempo consertasse isso.

Os dois vão ao banheiro da Murta que Geme para buscar dicas sobre o que aconteceu em 1994, e a Murta explica que se eles quiserem podem usar uma passagem secreta que existe no banheiro para chegar ao Lago Negro, onde acontece a segunda tarefa. Eles usam a passagem secreta, chegam na segunda tarefa, e lançam um feitiço de Engorgio em Cedrico, fazendo com que ele boie e não consiga vencer a tarefa, arruinando suas chances de chegar à taça e envergonhando-o.

De volta ao presente, Escórpio emerge das águas do lago e não acha Alvo. Dolores Umbridge, a diretora de Hogwarts, aparece e ordena que o garoto saia do lago, e diz “Não é porque você é de uma família importante que pode quebrar as regras”. Ele pergunta, “Cadê o Alvo?”, ela não entende e ele explica: “Alvo Potter!” Umbridge acha estranho: “Potter? Não tem um Potter aqui há vinte anos, desde que Harry Potter morreu num golpe falho na Batalha de Hogwarts.” Um símbolo aparece no corredor de Hogwarts, o rosto de Voldemort com uma serpente na forma da letra V contornando seu crânio. Umbridge diz para Escórpio voltar pra escola e não arruinar o Dia de Voldemort4. Diversos dementadores parecem rondar o castelo.

 O rosto de Voldemort com uma cobra em formato de “V” envolvendo seu rosto.

Parte 2
    Harry está morto, e Alvo não nasceu. Voldemort ganhou a Segunda Guerra. Estamos na linha do tempo criada por Alvo Potter e Escórpio Malfoy depois de terem feito Cedrico perder a segunda tarefa. Draco Malfoy é Chefe do Departamento de Execução das Leis Mágicas. Em Hogwarts, seu filho Escórpio é idolatrado, e conhecido como Rei Escórpio. A família Malfoy é muito respeitada e tratada como realeza, justamente pela posição anti-trouxa de Draco no Ministério da Magia. Um novo símbolo decora a escola, o da serpente em formato de V contornando o crânio de Voldemort. Nos corredores, as meninas insistem para que Escórpio as convide para o Baile de Sangue, e os outros fazem suas tarefas de casa. Há gritos em todo canto de nascidos-trouxas mantidos nas masmorras do castelo.

 O símbolo do Voldemort Day que abre a segunda parte da peça.

Escórpio e Umbridge conversam no escritório da diretora. Umbridge não entende o porquê de Escórpio estar querendo saber de Harry e a Batalha de Hogwarts, sendo que antes fora considerado um aluno exemplar por ajudar a transformar a escola num lugar mais puro e seguro. Escórpio vai conversar com seu pai, Draco, que também está preocupado com o porquê de o filho querer saber sobre Harry e parecer não entender o que está acontecendo. Na conversa, Draco demonstra estar surpreso com os acontecimentos recentes do mundo bruxo: três bruxos foram pegos explodindo pontes num campeonato cujo intuito era matar a maior quantidade de trouxas possível; os campos de concentração para nascidos-trouxas cada dia mais cheios; a tortura e morte de pessoas anti-bruxos. Escórpio diz que Astoria, sua mãe, dissera que Draco era melhor do que parecia, e Draco supõe que Escórpio sempre teve mais de sua mãe, que simpatizava com o lado bom da vida. Os dois terminam a conversa e Draco se despede do filho dizendo “por Voldemort e à bravura”.

Escórpio vai à procura do professor Snape, mencionado por seu pai. Eles se encontram e Escórpio explica sua situação, mas no começo Snape não acredita e o chama de insolente e irritante. O menino, então, menciona a Snape sua história com Lílian, e fala que Snape é muito corajoso. Ele conta que Harry deu seu nome para um de seus filhos. Snape finalmente concorda em ajudar o menino. O professor leva Escórpio para uma sala secreta atrás de seu quadro negro onde a resistência a Voldemort está. Lá, Rony e Hermione aparecem. Hermione é um dos mais ativos que lutam contra Voldemort, e como consequência disso é incessantemente cassada. Rony e Hermione têm alguns momentos de carinho, mas não estão juntos, e ficam surpresos com a informação de que estão casados em outra linha do tempo. Snape deduz que esteja morto lá.

Escórpio conta tudo o que aconteceu na linha do tempo original, e os quatro criam um plano que consiste em voltar para as duas tarefas que foram modificadas e fazer com que os feitiços de Alvo e Escórpio não funcionem, para tudo voltar ao normal. Hermione e Rony dizem não poder sair do esconderijo por causa dos dementadores, mas que estão dispostos a correr esse risco para consertar a linha do tempo. Eles usam o vira-tempo e voltam para a primeira tarefa, onde Hermione consegue evitar que Alvo consiga desarmar Cedrico. Quando voltam ao presente inesperadamente, Rony machuca sua perna e os dementadores começam a vir em sua direção. Hermione se voluntaria para mantê-los longe de Snape, Rony e Escórpio enquanto fogem, mas Rony se nega. Hermione revela que sempre amou Rony, e os dois enfrentam os dementadores. As criaturas derrubam os dois, que dão as mãos e morrem juntos. Snape e Escórpio conseguem fugir, mas no caminho são confrontados por Umbridge, que questiona Snape por ter sido visto com Hermione. Quando ela encurrala os dois, Snape a mata. Mas os dementadores voltam. Snape conjura seu Patrono para que Escórpio tenha tempo de fugir, e morre, beijado pelas criaturas.

Escórpio usa de novo o vira-tempo e consegue consertar o que fizeram na segunda tarefa. Ele é trazido de volta e emerge do lago ao lado de Alvo. O garoto fica super feliz de rever o amigo, mas Alvo não entende. Draco, Harry, Gina e McGonagall vêm ao encontro dos dois exigindo explicações. McGonagall diz que bravura não perdoa a estupidez, e diz que deveria expulsá-los, mas acha que os dois estão mais seguros em Hogwarts. Ela os dá detenção pro resto do ano e os bane de Hogsmeade. Escórpio conta que perdeu o vira-tempo, e a diretora pede que alguém vá procurá-lo. No escritório de McGonagall, Hermione se reúne com sua filha e a abraça. Escórpio tenta receber um abraço também, mas Rosa o chuta na canela.
Harry, furioso, vai para o dormitório da Sonserina conversar com Alvo. “Quando eu estava na escola apenas reagia às aventuras, não saía a procura delas”, ele diz. Ele pede desculpas por achar que Escórpio era a razão dos problemas e expressa sua preocupação. Alvo fica surpreso. “Você ficou preocupado?” ele diz, Harry responde: “É isso que você pensa de mim?”, e tira os óculos. Harry, chorando, admite que ficou com medo. Alvo fica surpreso com a reação do pai. “Achei que você não tivesse medo de nada”.
Harry tem outro sonho. Ele está com Petúnia visitando o túmulo de seus pais. O pequeno Harry diz “Tia Petúnia, você disse que meus pais não tinham amigos…”, ela responde: “É, ninguém gostava deles”. E Harry fala: “Então por que o túmulo deles tem tantas flores?”, e ele começa a ler os recados deixados lá, como “sua coragem não será esquecida.” De repente Voldemort aparece por trás do túmulo e agarra Alvo. Harry acorda com sua cicatriz doendo.

Enquanto isso, em Hogwarts, Alvo e Escórpio conversam no dormitório sobre o status de Escórpio na realidade alternativa, e o menino fala que isso lhe deu mais confiança na linha de tempo atual. Alvo diz que está satisfeito em ser amigo dessa versão de Escórpio. Este coloca a mão embaixo do travesseiro e mostra a Alvo o vira-tempo. Ele diz que não devem confiar no Ministério para que o destruam, e que devem fazer isso por conta própria. Eles vão para o Corujal para não chamar a atenção de ninguém, e enquanto debatem qual feitiço devem usar, Delphi aparece. Ela veio responder a uma coruja de Alvo, que queria se desculpar por não poderem salvar Cedrico. Eles explicam que tentaram salvá-lo, mas que o tiro saiu pela culatra porque Cedrico posteriormente virou Comensal da Morte e matou Neville Longbottom, ajudando na nova era do Lorde das Trevas. Delphi compreende e diz que Cedrico entenderia. Ela diz que quer ajudar os meninos a destruírem o vira-tempo, e que vai explicar ao tio o que aconteceu. Alvo entrega o vira-tempo para Delphi, e quando ela se vira para colocá-lo em sua bolsa, Alvo nota a tatuagem de um pássaro em suas costas. Ele pergunta o que é. “É um Agoureiro5, eles me lembram de quando eu era pequena, criada pelos Rowle6…” Delphi explica. De repente Escórpio aponta a varinha para Delphi e demanda que ela fique longe deles. Delphi pega sua varinha, amarra os dois juntos rapidamente e os desarma. Ela quebra a varinha de Alvo e Escórpio e diz que ela é a resposta para as questões do mundo, e os empurra pra fora do Corujal.
Harry e Gina chegam em Hogwarts depois de serem alarmados pelo sonho de Harry e encontram as camas de Alvo e Escórpio vazias. Rony corre ao encontro dos dois e diz que vira Alvo com uma menina de cabelos prateados na noite anterior. Harry, Draco e Rony vão atrás de Amos Diggory e o confrontam sobre sua sobrinha. Amos diz que não tem sobrinha e que não sabe quem é Delphi.

Delphi diz para Alvo e Escórpio que quer voltar no tempo e ajudar a ressuscitar a escuridão, e que anseia por um mundo de magia pura. Ela diz que Voldemort é o único e verdadeiro dono do Mundo Bruxo. Ela obriga Alvo a levá-la para a terceira tarefa para que eles não permitam que Cedrico chegue na taça e seja humilhado para se tornar um Comensal da Morte de novo. Ela diz que tem que ser Alvo a pessoa a interferir na tarefa, porque a profecia diz que “uma criança nunca vista agirá”. Alvo se recusa a continuar. Escórpio diz que profecias não são reais, e Delphi lança nele uma maldição Cruciatus. Alvo e Escórpio decidem que preferem morrer a deixar Voldemort voltar. Craig, um aluno de Hogwarts, corre na direção dos três e avisa que a escola inteira está a sua procura, e Delphi o mata instantaneamente. Ela diz que o problema de Alvo é o mesmo de seu pai, a amizade. Ela diz que Voldemort vai voltar e que o Agoureiro vai sentar-se a seu lado, como foi profetizado.

Delphi leva Alvo e Escórpio para a terceira tarefa, mas quando percebe que os dois se negam a cooperar, fica irada e aponta a varinha para matar Escórpio. Mas é estuporada por trás, é Cedrico Diggory! Ele acha que aquele é mais um obstáculo do torneio. Alvo pede que ele os desamarre. Cedrico obedece e continua seu caminho no labirinto, mas Alvo o chama e diz que Amos o ama. Quando Cedrico desaparece, Delphi se levanta e pega o vira-tempo. Escórpio e Alvo correm em sua direção e agarram o objeto, que os leva de novo numa viagem no tempo. Quando eles chegam ao destino, Delphi destrói o vira-tempo e desaparece.

 Rony, Draco e Harry chegam ao asilo no qual Amos Diggory mora para investigar Delphi.

Harry, Draco e Rony descobrem que Delphi trabalhava no asilo, e vão para seu quarto investigar. No quarto, que só pode ser aberto por um ofidioglota, encontram diversas escrituras nas paredes, que dizem que “um filho deve trazer seu pai de volta”. Mais tarde, numa reunião com McGonagall, Harry, Gina, Rony e Draco, Hermione diz que existem rumores circulando no Ministério que apontam para a existência de um primogênito de Voldemort, e Harry conclui que Delphi deva ser, então, esse primogênito. McGonagall fica bravíssima que Hermione tenha guardado o vira-tempo ao invés de destruí-lo, mas Draco a defende. Harry fala que não há nada a se fazer, e que devem esperar para ver se Delphi consegue trazer Voldemort de volta.
Alvo e Escórpio descobrem que estão na noite anterior à em que Lílian e Tiago Potter morreram em 1981, e supõem que Delphi tenha decidido matar o bebê Harry Potter. Eles vão a Godric’s Hollow para tentar detê-la.

Enquanto isso, Harry está frustrado em seu gabinete, e Draco entra. Harry e ele conversam. Draco revela que Astoria e ele, de fato, tiveram Escórpio juntos, mas que algum parente de Astoria tinha uma doença hereditária que passou para ela. Ao dar à luz Escórpio, Astoria ficou ainda mais fraca, causando sua morte prematura quando Escórpio fez treze anos. Draco revela que o vira-tempo que os meninos usaram não é o único que sobrou, e que Teodoro Nott trabalhara para seu pai e conseguira para ele um vira-tempo havia muito tempo. Ele diz que o usado por Alvo e Escórpio é apenas um protótipo, e que por isso funciona apenas por 5 minutos. Ele tira o vira-tempo do pai do bolso. “Sabe como é solitário ser Draco Malfoy? Nunca consigo fugir dos rumores, das acusações e das suspeitas. Não quis revelar sobre o vira-tempo por medo de acharem que fosse uma confirmação de que Escórpio é filho de Voldemort…” Draco quer usar o objeto para salvar os garotos, mas Harry diz que seria inútil, já que “Não sabemos onde ou quando eles estão, é perigoso demais…”.

Em Godric’s Hollow, Alvo começa a perceber que seu pai não tem como encontrá-los. Tiago e Lílian aparecem na porta de sua casa com um carrinho de bebê, cuja manta é a mesma que Alvo ganhou de seu pai. Ele pensa em escrever uma mensagem para o pai, mas imagina que a mensagem seria lida muito antes do que seria o ideal. Mas ele se lembra, no entanto, que tinha derrubado uma poção do amor na manta na véspera de sua ida a Hogwarts. Se eles conseguirem encontrar alguma coisa que reaja com aquela poção, a mensagem seria entregue na hora certa. Seu pai pegaria a manta na véspera do Dia das Bruxas e veria o pedido de ajuda.
Os dois invadem a casa de Batilda Bagshot e roubam os ingredientes de que precisam. Eles derramam a poção na manta do bebê e escrevem uma mensagem, “pai ajuda 311081”. No presente, é véspera do Dia das Bruxas, e Harry e Gina estão praticamente em luto. Harry diz que queria ter morrido e que Dumbledore estivera certo. Ele pega a manta e vê que alguma coisa apareceu nela. É difícil de decifrar, mas ele entende a data.

Harry, Gina, Draco, Rony e Hermione vão para Godric’s Hollow e usam o vira-tempo para voltar para 1981. Lá, pais e filhos se reencontram. Alvo e Escórpio explicam o plano de Dephi de matar Harry, e todos decidem se esconder na Igreja de São Jerônimo para esperar por Delphi, mas com o passar do tempo, eles começam a suspeitar de que algo está errado. Gina percebe que Delphi não precisaria ter vindo para este dia para matar Harry, e que ela deve estar esperando que Voldemort apareça para matá-lo. Hermione concorda que, de fato, se ela quisesse matar Harry, poderia ter vindo a qualquer momento desde seu nascimento. Eles então decidem que um deles vai se disfarçar de Voldemort e atrair Delphi para a igreja, onde ela poderá ser detida. Eles discutem por um longo tempo sobre quem vai fazer isso, e Harry, por fim, se voluntaria. Ele se disfarça de Voldemort e todos concordam em se esconder nas salas da igreja até Harry atrair Delphi para dentro, onde eles vão “dar uma investida”, como Rony diz. Hermione designa os lugares em que todos ficarão e Draco diz: “ser mandado por Hermione Granger… até que eu curti”.

Delphi aparece e vai até a igreja ao encontro de Harry-Voldemort. Ela explica que é sua filha, e Harry-Voldemort finge não a conhecer. Ela explica que sua mãe é Belatriz, e que nasceu poucos meses antes da Batalha de Hogwarts. Rodolfo, o marido de Bela e padrasto de Delphi, fora quem lhe contou toda a verdade. Harry diz que quer que os dois trabalhem juntos para que se tornem uma força invencível, mas o feitiço de disfarce começa a desaparecer deixando Harry exposto. Delphi percebe quem é e aponta a varinha na direção dele, trancando as portas para que ninguém possa ajudá-lo. Sem uma varinha, Harry quase é atingido pelo Avada Kedavra de Delphi, e é obrigado a se esconder embaixo de um banco. Delphi o encontra e quase o mata de novo, mas Alvo aparece de um alçapão no chão e joga uma varinha para o pai. Os dois juntos, finalmente, imobilizam Delphi. Alvo quer matá-la, mas Harry e os outros insistem que ela deve ser levada para Azkaban. Harry pergunta como Alvo chegou ali, e ele explica que foi o único que coube entre as grades no porão.

Os sons de cobra anunciam a chegada do verdadeiro Voldemort. Ele anda pela rua, e Harry e companhia se escondem. Voldemort vai em direção à casa dos Potter. Harry sabe que não pode intervir na morte dos pais, então ele assiste o assassinato deles. Ouvimos as vozes de Tiago e Lílian implorando para Voldemort não matá-los e tentando proteger o bebê. Harry cai no chão em completa agonia. Um tempo depois, Hagrid chega até a casa, vê que Tiago e Lílian estão mortos e promete que eles nunca serão esquecidos. Ele vê o bebê, enrola-o com a manta e o leva embora.

Escórpio e Alvo retornam a Hogwarts. “Eu não acredito que convidei a Rosa pra sair…” Escórpio diz. “Ela olhou para mim com pena, mas aceitou!”. Alvo ri e depois Rosa passa provocante, flertando com Escórpio.
Alvo e Harry caminham e conversam num cemitério. Em frente à lápide de Cedrico, Harry diz que ainda lamenta imensamente a morte de todos que ele perdeu, e que queria que Cedrico tivesse vivido. Harry promete que será um pai melhor, e deixa claro que tem medo de muita coisa: do escuro, de lugares apertados e até de pombos, mas que seu maior medo é o de não ser um bom pai, por não ter tido bons exemplos. Ele diz a Alvo: “Você não precisa ser destemido para ser corajoso”. Alvo diz que acha Dumbledore e Snape corajosos, e pergunta se o pai acha que ele se parece com eles. “Você parece mais com sua mãe”, responde Harry, “Não se importe muito com seu nome. Os dois eram grandes homens, mas tinham falhas. E essas falhas fizeram deles ainda maiores.”
“Parece que será um bom dia”, diz Alvo. Harry concorda.

28 de jul de 2016

Híbridos de Hogwarts!!!


 Às vezes na seleção, nem tudo fica explicitamente claro. Por isso, apresentamos à vocês os chamados Híbridos de Hogwarts.

Quando uma fã de Harry Potter procurou angustiada J.K. Rowling no Twitter a respeito de uma crise com o Chapéu Seletor, a autora respondeu confirmando que os Híbridos de Hogwarts são reais, dando-nos uma breve noção do quão pouco sabemos sobre o mundo mágico, realmente.

A usuária Dominika tuitou à J.K. Rowling questionando o seguinte: Há alguns anos ela foi selecionada para a Sonserina no Pottermore, mas após refazer o teste recentemente, foi colocada na Lufa-Lufa.

Afinal, à qual casa ela pertence?
J.K. Rowling respondeu que ela era uma “Slytherpuff”, uma combinação de duas das quatro casas de Hogwarts. Em outras palavras, um Híbrido de Hogwarts. J.K ainda mencionou que ela era “incrivelmente rara”, e a parabenizou pelo título.

Agora, o conhecimento de J.K. Rowling a respeito dos Híbridos muda tudo. Ela mencionou de forma espontânea e específica a existência da designação “Slytherpuff” — Dominika sequer chegou a perguntar se ela era uma “Slytherpuff”.


Em Harry Potter vimos personagens que possuem fortes características de mais de uma casa. Hermione e McGonagall, por exemplo, além de possuírem imensa bravura eram também incrivelmente inteligentes. Embora tenham sido colocadas na Grifinória, elas poderiam facilmente ter pertencido à Corvinal.

Há também aqueles estudantes que, de alguma forma, parecem ter sido colocados por engano em determinada casa pelo simples fato de suas características mais fortes irem contra os valores da Casa. Gilderoy Lockhart era da Corvinal, embora seja claro que sua inteligência (pelo menos nos livros) não era seu traço mais forte, e Pedro Pettigrew pertenceu à Grifinória, apesar de sua enorme covardia.

De fato, existe um termo para estes estudantes cujo Chapéu Seletor encontra dificuldades durante a Seleção: os Hatstall. Os Hatstalls ocorrem quando o Chapéu Seletor leva mais de cinco minutos para colocar um aluno em uma das quatro casas, ele sente que alguns traços na personalidade da pessoa cabem igualmente à mais de uma.

Os mais notáveis Hatstalls incluem McGonagall, Pettigrew, e alguns outros quase-Hatstalls como Hermione, Neville e o próprio Harry. Inclusive, o Pottermore possui um resultado para casos similares aos Hatstalls, onde aqueles usuários que não são facilmente alojados em uma casa após o realizarem o Teste do Chapéu ganham a opção de escolher uma dentre duas, três ou até mesmo as quatro casas, para que o teste seja finalmente concluído.

Contudo, Rowling nunca sugeriu que uma pessoa poderia pertencer à duas casas simultaneamente… até agora.

Pessoas não são ‘preto no branco’, portanto mesmo que você seja um Grifinório, Lufano, Corvinal ou Sonserino “de verdade”, existe a probabilidade de você possuir fortes características valorizadas pelas outra casas.

Pesquisei a fundo sobre isso e descobri no Tumblr. informações que podem nos ajudar a saber se pertencemos realmente a uma só casa, ou se nossas características podem ser tão mistas e complexas a ponto de nos definirmos como Híbridos. Por isso, antes de você começar a ler as nomenclaturas abaixo, gostaria de ressaltar alguns fatores:

Apenas a designação Slytherpuff pode ser considerada ‘oficial’, devido ao tweet da própria autora ter mencionado explicitamente este nome;
As definições abaixo não são oficiais. Partimos do princípio de que Híbridos existem de verdade e combinamos características das quatro casas para chegar à uma conclusão plausível das definições das personalidades possíveis;
A ordem que os nomes das Casas aparecem não interferem na definição;
Recomendo que você, se possível, crie uma outra conta no Pottermore, para chegar a uma ‘conclusão oficial pessoal’.
Você não é obrigado a se encaixar em nenhuma designação listada abaixo. Elas servem especialmente para aqueles que sentem um conflito entre a decisão do Chapéu Seletor e a própria decisão. Portanto, e este artigo serve apenas para orientá-los e ajudá-los a entender melhor suas próprias personalidades, segundo as Casas de Hogwarts, por assim dizer.  

Vamos às nomenclaturas Híbridas.

Gryffinpuff
(Grifinória + Lufa-Lufa)

Gryffinpuffs poderiam ser chamados de "coração de ouro", já que sempre buscam pelo bem de todos, individualmente falando. São pessoas muito emocionais, chegando às vezes a não saber o que fazer com eles próprios, alcançando extremos e uma necessidade de chorar ou simplesmente gritar. Isso é por causa do lado Grifinória que quer extravasar as emoções, ainda que o lado Lufa-Lufa se preocupe com o que os outros pensarão a respeito disso. Gryffinpuffs são muito alegres e otimistas, sempre dispostos a ajudar e fazem amigos facilmente. Adoram conversar por horas e qualquer comentário negativo a seu respeito pode magoá-los profundamente, e o lado Lufa-Lufa tenciona forçá-los a relevar a mágoa, então podem ficar carrancudos de vez em quando. Gryffinpuffs são espaçosos e atentos a detalhes. Seu aprendizado visual e auditivo são aguçados, mas podem demorar a entender as informações, por mais rápido que as captem. Isso não significa que são menos inteligentes. São pacientes e aprendem no seu próprio tempo.

São leais à família, aos amigos e aos próprios valores. Não perdoam fácil uma traição. Podem ser teimosos, tendo em vista o lado Grifinória. A presença de um aluno dessa mistura é quase sempre impossível de ser ignorada, eles costumam iluminar a sala com sua energia e compaixão. Podem ser competitivos, mas não de forma obsessiva. Apaixonam-se com facilidade e intensamente, o que pode torná-los dependente de outras pessoas. Possessivos, sim, um pouco ciumentos. Eu diria que isso é uma maneira de mostrarem que se importam.


Slytherpuff
(Sonserina + Lufa-Lufa)

Slytherpuffs são uma mistura esquisita e formam uma pessoa definitivamente indecisa. São ambiciosos, mas distraídos, e a timidez que vem da Lufa-Lufa pode muitas vezes desvirtuá-los de seus reais objetivos. Às vezes sentem como se odiassem todo mundo, embora não estejam certos do que sentem, e justamente por viverem em cima do muro (socialmente falando), é bastante comum que não se julguem boas pessoas. Irritam-se facilmente com eles próprios pelo que dizem e pelo que acabam não dizendo; vivem mordendo a língua, já que o lado Sonserina é sincero do jeito nocivo e o Lufa-Lufa se preocupa com a reação dos outros diante de verdades jogadas na cara (se eles falam, se arrependem, se não falam, ficam se remoendo). São pessoas caladas, mas quando decidem se manifestar, é por uma boa causa - não desperdiçam palavras. Evitam conflitos o máximo que podem. Quando não há saída, prepare-se: Eles têm a língua afiadíssima. Se falam pra ofender, fazem isso com perfeição. E normalmente não se dão conta do quão agressivos seus comentários podem ser.

Ambição e dedicação juntam-se nessa mistura, portanto, não hesitam em correr atrás de suas metas. Seu número de amigos é mais limitado pelo lado Sonserina, que não socializa com tanta facilidade. Isso tem seu aspecto positivo, já que eles acabariam tomando medidas drásticas em desentendimentos com pessoas "não compatíveis". Uma personalidade tão única como a dessa mistura exige esse caráter seletivo e exigente. Valorizam muito a reciprocidade num relacionamento. Não os deixe de mãos vazias se eles por um acaso lhe fizerem um favor. O lado Lufa-Lufa faz por ser naturalmente bom, mas o lado Sonserina quer algo em troca.


Ravenpuff
(Corvinal + Lufa-Lufa)

Ravenpuffs são pessoas contraditórias. Uma hora, acreditam que está tudo certo e que tomaram a decisão correta, e na outra, sentem-se péssimos e as últimas criaturas. Fazem isso com as pessoas também, acreditando que todos são amigos até o lado Corvinal mandar desconfiar de algumas pessoas e observá-las com olhos de águia, atentos a qualquer movimento que vá desagradá-los. São um pouco tímidos, mas se você puxar conversa, serão simpáticos. Não pense que eles estão jogando conversa fora, prestarão atenção em cada palavra sua e até mesmo no seu tom de voz. Ambas as casas são dedicadas, embora o lado Lufa-Lufa seja mais aberto (e barulhento), por isso eles têm picos de dedicação aos estudos e logo sentem-se desestimulados. É um ciclo. Inconstância faz parte da personalidade dessa mistura.

São muito, muito criativos. Seu olhar é quase sempre distante, vivem viajando na maionese. O lado Lufa-Lufa é sonhador, o lado Corvinal é racional. Então a cabeça dessa mistura é uma desorganização total. Quando estão prestes a alcançar uma conclusão, puf, já estão pensando na Terra do Nunca. Por isso, acredito que sejam pessoas tolerantes - no geral. São reservados. Se expressam muito bem. Procuram constantemente por um objetivo em suas vidas.


Slytherclaw
(Sonserina + Corvinal)

Slytherclaws são pessoas perigosas, observadoras e astutas. São inteligentes e sábios, o que é uma combinação venenosa para alguém que possui grandes planos e ambições. Esses são os manipuladores e aqueles que sabem se safar quando alguma coisa dá errado. Ah, antes que eu esqueça: Eles sempre conseguem o que querem. Sem exceções. Não estou dizendo que são más pessoas (apesar de que eu ficaria longe), só que estão sempre a um passo à frente. Jamais atrás, porque não se permitiriam isso. Não procuram conflitos, mas se por acaso se envolverem em um... Não queira ser o alvo. Eles vão acabar com você tão rápido que você nem terá tempo de entender o que aconteceu. Aproveitam-se desse intelecto para esbanjar de tudo que a vida os proporciona. Não se meta no caminho deles, porque será tirado à força. São hostis quando provocados e podem, infelizmente, agir com bastante arrogância. Se não sempre, apenas no primeiro contato. Eu não dispensaria um aliado Slytherclaw.

Não é fácil saber o que estão pensando ou sentindo, são pessoas sérias e inexpressivas. Possuem um bloqueio enorme quanto à interação social. Tímidos, quietos, desinteressados. Se gostam de você, certamente irão mostrar, não de forma melosa, já que eles são pessoas fechadas. Quando se apegam, o negócio é sério. Sinta-se lisonjeado se for considerado amigo.


Gryffinclaw
(Grifinória + Corvinal)

Gryffinclaws têm a capacidade mental para serem heróis, de certa forma. São inteligentes, corajosos e prontos para fazer o que bem entenderem. Infelizmente, as emoções do lado Grifinória podem falar mais alto que a racionalidade do lado Corvinal, por isso não lidam tão bem com conflitos, parecendo muitas vezes desnorteados. Querem acreditar que todas as pessoas têm sua bondade, por mais que o lado cínico da Corvinal constantemente negue a bondade alheia. Essa mistura é um conflito interno constante. Se demoram para entender as coisas, irritam-se profundamente. Essa falta de paciência é o lado Grifinória. Sorte a do Gryffinclaw que encontrar o equilíbrio entre a fome de conhecimento e a constante inquietação Grifinória por falta de conflito. (... Uma mesa cheia de livros não dá a adrenalina que um leão precisa.)

Fazem o que precisa ser feito sem procrastinar. Normalmente adoram conflitos verbais, como debates e discussões intelectuais. Mas como o sangue deles ferve sempre que são contrariados, eles serão os primeiros a fincar pé e gritar. E só vão se acalmar se você souber argumentar muito bem, já que confiam cegamente nos próprios princípios e conhecimentos. São focados... Em si próprios. Não significa que sejam menos amigáveis, só é difícil de conquistá-los. Irritam-se facilmente quando reprovam o comportamento alheio. (Algo como: Odeio essas pessoas e nasci no planeta errado.)


Slythendor
(Sonserina + Grifinória)

Slythendors são uma contradição ambulante, quase uma competição entre o lado "anjo" e o lado "demônio". O que eles querem é agir adequadamente, mas ao mesmo tempo podem se tornar extremamente egoístas e isso pode impedir que vejam o que as pessoas ao redor precisam. Acreditam sim, na capacidade das pessoas de serem boas; mas não se importam. A combinação entre coragem e ambição os eleva aos céus. São pessoas sem limites, literalmente. E encaram extremos para alcançar o que almejam. Possuem um instinto de liderança fortíssimo justamente por serem controladores. São pessoas com caminhos e metas pré-traçados e detestam desviar de seu caminho. Se você for um obstáculo, esteja pronto para ser chutado. Eles realmente acreditam que são os donos do jogo, a última bolacha do pacote, e tudo isso. Buscam por amizades mais para criar alianças do que companheiros.

O lado Grifinória não tem inibições e o lado Sonserina faz o que bem entende. Então são tagarelas por natureza. Saem falando tudo, filtro nulo. Raramente são equilibrados, tendo opiniões meio extremas. São pessoas que vivem intensamente, digamos assim. Não sentem medo, arriscam tudo.

26 de jul de 2016

Pré-venda do livro Harry Potter and the cursed child é anunciada no Brasil!!!


O dia 31 de julho é uma data importante e bastante conhecida dos fãs de Harry Potter. É quando o jovem bruxo completa 36 anos de idade e a autora da saga J. K Rowling, 51 . Tão especial que será a data do lançamento mundial de Harry Potter and the Cursed Child - Parts I & II (Harry Potter e a criança amaldiçoada - Partes 1 e 2).

No Brasil, o livro está em pré-venda no site do Grupo Livrarias Curitiba. Por enquanto, apenas a versão em inglês do novo volume está sendo vendida e custa R$79,90. A previsão é de que chegue às prateleiras das lojas da Livrarias Catarinense nas próximas semanas.


Harry Potter chega ao teatro como adulto e pai de três filhos.
A renomada livraria americana Barnes & Noble anunciou que não tinha um número tão grande nas pré-vendas desde 2007, época do lançamento de Harry Potter e as relíquias da morte, livro final da saga original. O oitavo livro traz a história da peça de teatro Harry Potter and the Cursed Child, que entra em cartaz neste fim de semana, em Londres.

Na trama, escrita por Rowling com Jack Thorne e John Tiffany e publicado pela editora Scholastic Inc., Potter é um funcionário atarefado do Ministério da Magia, com seus três filhos matriculados em Hogwarts. Enquanto Harry enfrenta seu passado, que se recusa a ficar onde deveria, seu filho mais novo, Albus, deve enfrentar o legado de sua família, algo que ele nunca quis. Enquanto passado e presente se unem de maneira amedrontadora, pai e filho devem aprender uma verdade desconfortável: em certos momentos, a escuridão vem de lugares inesperados.

Foram divulgadas 22 fotos inéditas de Harry Potter and the Cursed Child!!!

Potterheads, atenção! A Entertainment Weekly acaba de divulgar 22 fotos inéditas da peça mais comentada do momento: Harry Potter and the Cursed Child! Co-escrito por J. K. Rowling, autora da saga, o espetáculo é a oitava história da série, narrada 19 anos depois do desfecho que já conhecemos.

A trama traz a relação de Harry, agora funcionário do Ministério da Magia e casado com Gina Weasley, e seu filho Alvo Severo Potter, que entra para seu primeiro ano em Hogwarts com o peso de ser filho do famoso menino que sobreviveu.

"Harry Potter and the Cursed Child" estreia em Londres, no Palace Theatre London, no próximo sábado, 30 de julho - um dia antes do lançamento  do livro com o roteiro nas livrarias mundo afora (a edição em português estreia por aqui só em outubro). Vale lembrar que os direitos autorais da peça foram adquiridos pela Warner, sugerindo que um filme pode vir por aí. Será?! Tomara que sim, quem aí torce para que Harry Potter and the  Cursed Child vá para as telas de cinema?

















A peça Harry Potter and the cursed child já é sucesso nos EUA!!!


Harry Potter está fazendo mágica, mais uma vez, na indústria editorial.
Nove anos depois da publicação do sétimo e último livro da série de sucesso do menino bruxo, o roteiro de uma nova peça, com ingressos já esgotados em Londres, é o livro com mais pré-encomendas desde 2007 nos Estados Unidos, disse nesta segunda-feira (25) a livraria Barnes & Noble.

"Harry Potter and the Cursed Child" (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada) é anunciado como a oitava história da saga e tem publicação prevista para a meia-noite do dia 31 de julho.


Um roteiro, e não um romance, ele será lançado um dia depois da estreia oficial da produção de mesmo nome nos palcos londrinos.A peça, com base numa ideia da escritora britânica e criadora de Potter, J.K. Rowling, se passa 19 anos depois de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”. Ela traz um protagonista já crescido, pai de três filhos e funcionário do Ministério de Magia com muito trabalho. 

Em um comunicado, a Barnes & Noble afirmou que seu recorde anterior de pré-encomendas era de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, o livro final da série original, que saiu em 2007.
A empresa não deu números sobre vendas, mas disse que a expectativa é que o livro seja o seu maior sucesso de 2016, e que festas são planejadas em lojas ao redor do país para a meia-noite do dia do lançamento. 

24 de jul de 2016

Accio Harry Potter go?


  Fãs de Harry Potter não estão gostando nada dessa febre de Pokémon Go e querem um jogo específico para chamar de seu. No site Petition, uma petição chamada Accio Harry Potter Go pede que a Warner Bros e a desenvolvedora do jogo Pokémon Go, a Niantic, façam um jogo de realidade aumentada.
Os Potterheads querem que o aplicativo permita que os jogadores encontrem criaturas mágicas, aprendam novos feitiços e duelem com amigos e inimigos. A petição ainda fala que o app traria muitos benefícios financeiros para os criadores.

“Honrando o novo filme, Animais Fantásticos e Onde Habitam, você poderia encontrar criaturas mágicas, como hipogrifos, dragões, duendes e acromântulas. Siga as aranhas, Ron. O app poderia ser uma maneira fantástica de promover o filme. Com Harry Potter Go, você ainda poderia procurar as sete Horcruxes e, depois, tentar destruir espadas e presas de basiliscos. Alguém pegue um Vira-Tempo e faça esse jogo ontem!”, diz a petição.

O pedido pela existência de Harry Potter Go ainda pede que as pessoas usem a hashtag #WeNeedHarryPotterGO no Twitter. Se você é um Potterhead e acha uma boa ideia, é só assinar a petição e torcer. Já existem 14,593 apoiadores. A meta é 15 mil!